0
Região próxima à rodoviária tomada pelas águas. Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Agência Brasil – Em meio às enchentes, as fortes chuvas que atingem Porto Alegre desde a semana passada cessaram e o sol voltou a predominar desde o domingo (5), mas mesmo assim, o nível do Guaíba continua alto, já que o lago recebe águas vindas de outras regiões. Enquanto a medida de alerta é de 2,5 metros, o nível atual do Guaíba, de acordo com o Centro Integrado de Coordenação de Serviços, está em 5,27 metros. No domingo, a medição chegou a 5,33 metros.

Leia mais:
Bairros debaixo d’água, resgates incessantes, famílias separadas: Enchente devasta Canoas
Eldorado do Sul foi praticamente 100% inundada: “situação sem precedentes”
Projeção da UFRGS indica cheia duradoura do Guaíba e queda lenta
População monta força-tarefa na Orla para receber resgatados que chegam pelo Guaíba
Tragédia histórica expõe o quanto governo Leite ignora alertas e atropela política ambiental

O centro da capital gaúcha virou ponto de contato entre quem se mobilizou para ajudar e quem precisa de ajuda. A região também recebe pessoas que estavam ilhadas e foram resgatadas de regiões totalmente cobertas pela água.

O número de pessoas ilhadas devido às enchentes no Rio Grande do Sul e que foram resgatadas superou os 20 mil, segundo boletim divulgado neste domingo pela Defesa Civil.

“A gente subiu numa casa que tinha de um vizinho que saiu, botou uma lona e ficou. É uma casa de dois pisos e ficamos lá desde quina-feira”, disse um dos resgatados.

As embarcações de salvamento levam pessoas e também animais de estimação..

“Estamos saindo agora para essa operação de resgate e vamos entrar pela noite, até amanhã de manhã”, relata capitão Rodrigo, que atua nos salvamentos.

A cada hora que passa, a situação de quem decidiu ficar em casa se agrava. A bateria dos celulares acaba, a água e a comida também. Fica mais difícil vencer a guerra de paciência contra a enchente.

O número de mortes confirmadas decorrentes das fortes chuvas subiu para 83. Os dados constam no boletim da Defesa Civil estadual atualizado às 9h desta segunda-feira (6). Em todo o estado, 111 pessoas estão desaparecidas..

Ao todo, são 364 municípios gaúchos atingidos pelos temporais, com mais de 850,4 mil pessoas afetadas. O estado contabiliza 21.957 pessoas desalojadas. .

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui