Deputado Jeferson Fernandes instala Frente Parlamentar para tratar do Desenvolvimento Regional

0
Foto: Divulgação

Foi instalada, na semana passada, a Frente Parlamentar pelo Desenvolvimento Regional Sustentável, sob coordenação do deputado estadual Jeferson Fernandes (PT). A solenidade de instalação ocorreu por meio virtual, com a participação de lideranças de diversas regiões, especialmente as ligadas a universidades públicas, comunitárias e escolas técnicas das regiões Celeiro e Fronteira Noroeste.

Segundo o proponente, a ideia é promover o desenvolvimento das regiões a partir de uma construção conjunta com as comunidades locais, as instituições educacionais, as organizações da sociedade civil e comerciais. “Queremos trabalhar ao lado de quem vive nas localidades, respeitando as vocações regionais, a partir do acúmulo desses grupos que já atuam em favor do desenvolvimento”, explicou Jeferson. Ele entende que a integração com senadores, deputados, vereadores, prefeitos otimizará o alcance de objetivos comuns. “Queremos também fazer uma grande audiência pública sobre o tema do Mercosul para defi nirmos o nosso papel neste processo”, acrescentou o parlamentar.

Representando a reitoria da Unijuí, o professor Pedro Buttenbender lembrou que a instituição já possui um Programa de Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento Regional e que sempre teve na trajetória da Universidade o compromisso com o tema. “Temos nesta Frente uma perspectiva de esperança na geração de empregos e renda, norteada por políticas públicas voltadas à superação das desigualdades locais, no enfrentamento de processos como o de perda populacional, perda de renda”, detalhou.

Carlos Eugênio Azevedo dos Santos, pelo Conselho Regional de Desenvolvimento (Coredes), regional Celeiro, destacou a importância do planejamento estratégico. Ele lembrou que nos governos de Olívio Dutra e de Tarso Genro havia coordenadores regionais lotados na Secretaria de Desenvolvimento Rural e que isso faz falta na atualidade.

O vereador de Santana do Livramento, Dagberto Reis (PT) contou que há uma Frente Parlamentar voltada ao desenvolvimento regional. Ele destacou o potencial das regiões Celeiro e Noroeste em função da existência de universidades públicas. Lembrou também a vantagem de o município fazer fronteira “seca” com o Uruguai. “Isso facilita bastante o intercâmbio entre os países com o objetivo de desenvolver as regiões transfronteiriças. Só vamos conseguir isso se trabalharmos de forma integrada”, ressaltou.

A professora Stael Soraya, de Uruguaiana falou sobre a grande alegria de estar participando do evento, por “fortalecer os nossos anseios e desejos de desenvolver a nossa região”. Ela contou que, como ativista, tenta contribuir com os movimentos sociais na busca de alternativas para problemas como falta de emprego e de renda, baixo nível de desenvolvimento da educação no município, diminuição da população jovem e aumento de idosos, etc. “A gente se debate com as causas dos desassistidos, dos povos de terreiro, dos povos tradicionais. Precisamos pensar em políticas afirmativas neste sentido, estratégicas para que o povo jovem não abandone Uruguaiana. E isso também se faz com qualificação na educação básica”, destacou.

Edemar Rotta da Universidade Federal Fronteira Sul considerou louvável a iniciativa da Frente Parlamentar. “Precisamos deste espaço de diálogo conjunto. Também destacamos a parceria que temos com a Universidade comunitária local. Temos trabalhos de pesquisa e projetos de extensão em conjunto. Sociedade que não discute o futuro está fadada a trilhar caminhos indesejados, sendo levada à deriva”, opinou.

João Carlos Coelho Júnior, diretor regional da Uergs, lembrou que a Universidade foi criada respeitando a decisão dos Coredes, para levar educação pública de qualidade às regiões do estado, pelo viés do desenvolvimento regional. “Nos colocamos à disposição para somar nesse debate. Se nós, de regiões mais afastadas do grande centro, não nos unirmos, teremos mais dificuldade em alcançar objetivos”, alertou.

O diretor geral do campus Ufrgs Litoral Norte, Felipe Comunello crê que a Frente possa contribuir com projetos e ações em prol do desenvolvimento sustentável. “No litoral temos a questão ambiental e as catástrofes, que são importantes. É um tema de governança climática que precisamos trabalhar bastante nesse período. Nossas cidades estão passando por transformações”, lembrou.

Por fi m, Jeferson agradeceu à grande representatividade participante da solenidade de instalação da Frente. Ele reforçou também que o elo entre os deputados e demais, para além dos mandatos, são as universidades, institutos comunitários e a Uergs. “Cada instituição dessa tem uma riqueza, um acúmulo fantástico em prol do desenvolvimento das regiões”, observou. Ele propôs que, num prazo de 10 dias, ocorra uma reunião de trabalho com representantes de grupos temáticos específi cos tendo como norte o desenvolvimento regional. “Vamos fazer esse debate partindo da experiência de cada ente participante. Queremos ainda que cada parlamentar provoque esse debate também na sua região de origem e traga as suas contribuições, a partir das peculiaridades locais”, concluiu o coordenador.

Folha Popular – Informações da Andréa Farias, assessora de imprensa do Dep. Jeferson

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui