Educação financeira e superendividamento são abordados na Comissão de Defesa do Consumidor

0
196

A educação financeira e o superendividamento foram discutidos durante o período de Assuntos Gerais da reunião da  Comissão de Defesa do Consumidor e do Contribuinte e Participação Legislativa Popular nesta quarta-feira (12). Os temas foram abordados pela gerente geral da agência do Sicoob Credicapital do Centro de Porto Alegre, Milena Ghisolfi.

A convidada começou falando sobre educação financeira, trazendo questionamentos sobre a importância do dinheiro como meio para alcançar objetivos. Ela discorreu sobre as diferenças entre consumo e consumismo, desejos e necessidades, poupar e economizar. Também trouxe questões sobre o orçamento pessoal e familiar, destacando a importância de todos na família terem conhecimento das receitas e dos gastos. “Existe ainda um preconceito muito grande sobre o dinheiro. Muita gente não gosta de falar nesse assunto”, destacou, defendendo a importância da educação financeira.

 

Sobre o endividamento, Milena informou que 77% das famílias brasileiras encerraram 2022 com dívidas e que basta um dia de atraso para que o credor possa inserir o nome do consumidor nas listas de devedores, impossibilitando a aquisição de novos créditos. Ela elencou dez itens para lidar com as dívidas: anote tudo, crie metas, organize o orçamento, converse com a família, corte gastos desnecessários, busque uma renda extra, negocie com os credores, priorize as dívidas com os maiores juros, pesquise antes de comprar e faça uma autoavaliação.

O superendividamento, conforme Milena, é reflexo da pandemia, que fez com que muitas pessoas perdessem seus empregos e sua renda. Ela lembrou que, em 2021, foi criada a Lei do Superendividamento (Lei 14.871), que considera superendividado aquele que consome mais de 50% do seu orçamento para pagar dívidas. Citou ainda os benefícios que a lei trouxe para o consumidor (quem contrata crédito deve ter condições mais justas, revisão dos contratos, direito ao mínimo existencial, transparência, menos assédio e educação financeira em primeiro lugar). Por fim, fez uma pequena introdução sobre investimentos, falando de rendas fixa e variável.

Participaram da reunião os deputados Dr. Thiago Duarte (União), presidente; Delegado Zucco (Republicanos), Miguel Rossetto (PT), Cláudio Tatsch (PL) e Edivilson Brum (MDB)

Fonte: Agência de Notícias – Por: Letícia Rodrigues – Fotos: Reprodução / TV ALRS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui